É isso.

Não gosto de pontos finais.
Essa frase bastaria para explicar.
Eles interrompem bruscamente a frase.
Sem espaço para dúvidas.
Pronto.
Acabou.
Não gosto de pontos finais. Não gosto do fim.
O ponto final seca a frase. Torna áspero o objeto. Torna seca a palavra.
Um abraço perde toda a suavidade quando é sucedido de um ponto final. É quase um tapa na cara.
Abraço.
Um tchau é quase um adeus pra sempre quando é seguido por um ponto. Cheio de rancor.
Tchau.
 O ponto final estraga tudo.
Não gosto de pontos finais.
Gosto de escrever e pensar e viver no limite da respiração sem deixar espaço para pontos, no máximo para vírgulas, porque elas nos dão fôlego para continuar em frente, ininterruptamente, até a hora que é realmente preciso.
Aí ele aparece.
Por mim, seria sem ponto
Assim, livre
Soltinho
Sem ter que terminar nada por obrigação  só se
quisesse               e             quando
com muitos pontos…
mostrando que tudo continua
como a gente quiser
é…
sem tchau, sem adeus, sem ponto.
É isso.

E ponto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s